Find us on Google+

VOGUE: Taylor Swift como você nunca viu antes – Confira a entrevista completa

Confira a entrevista completa traduzida que Taylor Swift concedeu para a revista Vogue americana do mês de maio em que a mesma estampará a capa.

VOGUE: Taylor Swift como você nunca viu antes

Rainha do pop, influente, vencedora do ódio — O estrelato de Taylor Swift nunca foi mais brilhante. Em uma viagem para sua casa de infância, ela se pergunta: Que diabos, ela vai fazer depois de tudo?

Até agora você sabe que os últimos anos foram extraordinários na vida de Taylor Swift. Mesmo se você tiver apenas um conhecimento breve do catálogo de músicas de Swift, podem haver seis ou sete almas que restam no planeta que não sabem todas as palavras de “Shake It Off” – Você está ciente de que Swift se tornou não apenas uma das artistas mais bem sucedidas. Em 2015, Swift encarou a Apple e se recusou a colocar seu álbum de sucesso ‘1989’ sobre serviços de streaming no Apple Music quando a empresa disse que não iria pagar artistas durante o lançamento inicial; A Apple mudou sua política imediatamente e paga a todos, foi um exemplo sísmico de um único artista que derrubou um poder corporativo.

Aos 26 anos, Swift é mundialmente famosa, rica, criticamente celebrada, uma influenciadora de estilo, e um movimento cultural em si mesma, reconhecível em todos os lugares que ela vai. Ela também tem dois gatos impressionantes.

E ainda assim, nesta capela no topo de uma colina em Reading, Pensilvânia, Swift não é nenhuma dessas coisas. Ela é a dama de honra no casamento da sua amiga de infância Britany Maack. Swift e Maack se conhecem desde que Swift tinha dez dias de idade e elas ficaram mais próximas – Existem vídeos caseiros antigos das duas brincando ao redor de um berço em conjunto e, mais recentemente, fotos delas sentadas lado a lado em 2014 no Grammy Awards. Na primavera passada, depois de Swift ter aceitado o convite de Britany para ser dama de honra via Instagram. Ela levou Britany para uma loja, onde Britany escolheu seu vestido de noiva de seda, tafetá bordado à mão e Taylor escolheu o vestido de chiffon rubor-rosa para ser dama de honra. Swift ainda conhecia o noivo, Benjamin LaManna, desde o jardim de infância, ela admite ter tido uma queda por Ben há muito tempo atrás, quando ele era “aquele garoto que estava sentado ao meu lado na sala de aula com o corte de cabelo igual uma tigela e com uma lancheira de Lego.”

Swift não visitou Reading em mais de uma década; ela tinha quatorze anos quando se mudou com sua família para Nashville, no seu caminho para se tornar uma cantora e compositora country  e mais tarde florescendo como uma das maiores artistas pop da história da música. Voltar ao lugar onde você cresceu pode ser um pouco perturbador para qualquer um, e Swift não é diferente. Durante um passeio de carro no início do dia, ela animadamente apontou marcos: o riacho onde ela e Britany costumavam brincar quando crianças; uma casa na árvore ainda no jardim da frente da antiga casa da família Maack; os bosques de pinheiros que ela e seus amigos costumavam pensar que eram assombrados.

“É uma coisa tão surreal, emocional”, diz Swift. “Quando você é uma criança, você faz os mesmos caminhos para a escola todos os dias, centenas de vezes. Quando você volta, você se encontra numa estranha nostalgia.”

E a igreja! Há freiras aqui na Igreja Sagrado Coração que ensinaram Swift no jardim de infância. Muitos dos convidados do casamento a conhecem por todo esse tempo. Para eles, Swift não é a estrela que há dias atrás estava em um palco em Los Angeles aceitando um Grammy de Álbum do Ano, a primeira mulher a ganhar o prêmio duas vezes. Não, aquela dama de honra, atualmente agitada sobre o casamento e a endireitar a cauda do vestido da noiva, ela é a filha do casal Scott e Andrea, irmã mais velha de Austin, que cresceu logo ali e costumava ir para tomar sorvete na Friendly’s.

Para ser claro: Não estou dizendo que as pessoas nesta igreja não estão cientes de que a filha de Scott e Andrea se transformou em, você sabe, Taylor Freakin ‘Swift – é engraçado ver as meninas que carregam as flores tentarem ficar calmas, e as freiras parecem muito animadas também, mas isso não é a história hoje. Brittany e Ben são. E a única evidência de que a dama de honra é você-sabe quem, é o paparazzi que se se aglomera na parte inferior do morro, na esperança de tirar uma foto com suas lentes de longo alcance.

Precisamos conversar sobre a fazenda de árvore de Natal. Uma nota tesouro de rodapé para a história de fundo Taylor Swift é que ela passou a maior parte de sua infância em uma fazenda de árvore de Natal chamada Pine Ridge Farm. É do tipo pitoresca, Norman Rockwell-ian, detalhe que soa um pouco precioso demais, bom demais para ser verdade. Os pais dela não lidavam com finanças? Ela não cresceram no subúrbio? Como isso é possivelmente real? A fazenda é real. Ela me mostrou.

É a manhã do casamento, e eu estou entrando em um SUV com Swift e sua mãe, Andrea. Andrea está focada na estrada, e Swift, veste uma jaqueta cor de caramelo e uma calça jeans preta, e está sentada no banco do passageiro. Esta área em torno de Reading e sua cidade natal, Wyomissing, é rica em estradas pastorais marcadas por campos abertos e casas de pedra, e o tipo de campo de rolamento que dá vontade de selar acima e montar um cavalo – o que Swift fazia quando criança.

“Isso foi coisa da minha mãe”, diz Taylor. “Ela realmente queria que eu andasse a cavalo, e eu fiz isso competitivamente até que eu não aguentei mais, e aos doze anos disse a ela que eu realmente não amava isso tanto quanto ela. Eu só queria fazer música e fazer teatro,” diz ela. “Então, eu sou uma grande decepção.” “Eu já superei a amargura, finalmente,” Andrea diz sarcasticamente.

Logo chegamos a uma clareira com um celeiro e uma pequena casa de fazenda. Este é o lugar, dizem-me. Taylor e Andrea não fizeram quaisquer chamadas ou acordos sobre a visita. Vai ser uma invasão aleatória de uma estrela pop, como a Câmara de Editores de Compensação de Apostas de Corridas de Cavalos de Taylor Swift ou algo do tipo. (sobre irem a casa de infância de Taylor)

Taylor percebe um homem entrando em seu carro na garagem. Nós paramos o carro ao lado, e Andrea abaixou o vidro. Taylor se inclina. “Eu costumava viver aqui”, diz ela, animada. O homem dá imediatamente o que só pode ser descrito como um olhar assutado após ver a santa Taylor Swift. “Eu sei”, diz ele, como se fosse um sinal. Todos riem. O nome do homem é Dave Schaeffer, e ele viveu aqui com sua esposa, Debbie, por cerca de seis anos. Ele nos convida a olhar ao redor, e nós descemos do carro. “Isso deve realmente trazer de volta algumas memórias”, diz Dave. “Sim, isso é loucura”, diz Taylor. Ela examina os campos atrás da garagem, que incluem um pequeno bosque de pinheiros, que seus pais uma vez plantaram. Eles agora parecem altos o suficiente para o Natal no Rockefeller Center. “É lindo.” Este é o lugar onde, Andrea me diz, Taylor Swift foi levada para casa do hospital em, bem, 1989 – Eu acho que todo mundo sabe o ano de nascimento de Taylor agora. A cerca que Andrea e Scott construíram ainda está de pé. Scott, um corretor da bolsa, realmente comprou e viveu na propriedade antes dele conhecer Andrea; em seu primeiro encontro, ela veio para uma festa que ele organizou na casa.

Debbie vem para fora e se apresenta. “Eu sempre pensei que você quisesse parar por aqui,” diz ela. “Mas eu nunca quis te incomodar.” Os Schaeffers confessam que viveram aqui por um tempo antes de aprenderem sobre a famosa ex-residente. “O cara da pizza nos disse”, diz Debbie. “Nós não tínhamos idéia.” Ela convida a todos para dentro. À medida que entramos na aconchegante casa de dois andares, Taylor pega o telefone e começa a filmar. Há a sala de estar onde os Swifts colocam a sua árvore de Natal da família. Foi ali que eles colocaram o piano. Casey, Dave e filha de Debbie, chegam. Ela é a dona da casa com o marido e vive nas proximidades. Ela está emocionada, mas também fora de si que suas duas filhas estão longe, esquiando. “Você quer ver seu quarto?” Debbie pergunta a Taylor. Vamos lá em cima em um pequeno quarto de canto, onde a pequena Taylor costumava ler três livros e fazer cinco músicas todas as noites. Taylor reúne a família em conjunto para fazer um vídeo rápido para netas de Schaeffers, Siena e Tarah. . “Oi, Siena e Tarah,” Taylor diz alegremente “. Este costumava ser o meu quarto. Queríamos tanto que vocês estivessem aqui!” Eu não posso mentir: Tudo o que posso pensar é Siena e Tarah retornando de sua viagem de esqui e descobrindo que Taylor Swift estava na casa de seus avós, e decidindo que elas nunca mais vão esquiar.

Na viagem de volta, Andrea e Taylor soaram quase vencidas pelo que acaba de acontecer – pelo o clima doce e educado e totalmente calmo de toda a experiência. “A minha fé na humanidade foi restaurada”, diz Taylor. E então ela vira a cabeça rapidamente para a janela: paparazzi.

Sim: Gostaria de salientar que quando chegamos na fazenda, fomos informados por alguns seguranças de Swift, que havia pelo menos um trio de fotógrafos indesejados que nos tinham seguido até o local. Para Swift, isto é quase tão surpreendente quanto … o que é exatamente o oposto da surpresa? Este é o seu estado constante. Ela vive com ele, se adapta a isso. Apenas alguns anos atrás, Swift estava muito animada sobre se mudar para Nova York, era a base criativa para 1989, mas quando ela está na cidade agora, dentro de um dois dias, há um circo de fotógrafos fora seu prédio.

“Mas esse tipo de coisa acontece em todos os lugares”, diz ela. A cerimônia de casamento tinha terminado – Britany e Ben casaram e Swift e eu fomos lá embaixo na igreja durante uma pausa antes da recepção.

Pergunto-lhe: Quando foi a última vez que esteve em um lugar onde ninguém na imprensa tinha alguma ideia de que você estava lá – sem repórteres, sem fotógrafos? “Mmmm, no Colorado é bom”, diz ela. “Se eu for a algum lugar e ficar em uma casa, ninguém sabe.”

Swift diz que ela está pronta para sair dos holofotes um pouco. Após o casamento, ela vai para Nova York, onde ela vai jantar com sua amiga Lena Dunham, e, em seguida, será vista uma semana mais tarde, em Los Angeles com seu irmão, Austin, e sua amiga Lorde na Festa pós-Óscar da Vanity Fair. Quanto aos planos para o futuro … quem sabe? Pela primeira vez em anos, Swift não tem certeza exatamente o que está por vir. Ela está muito bem com isso.

Então, que diabos você vai fazer com o resto de sua vida, Taylor Swift? “Eu não tenho ideia”, diz ela, com um suspiro que é mais abençoado do que ansioso.

“Esta é a primeira vez em dez anos que eu não sei. Eu apenas decidi que depois do ano passado, com todas as coisas inacreditáveis que aconteceram … Eu decidi que eu ia viver a minha vida um pouco sem a pressão sobre mim mesma para criar alguma coisa “.

Não se desespere: Swift não está abandonando a carreira musical. Aqueles que a conhecem sabem que isso é quimicamente impossível. (“Ela não ser criativa é uma das últimas coisas que eu me preocupo”, o músico e produtor Jack Antonoff me diz mais tarde.)

“Eu sempre vou estar escrevendo músicas”, diz Swift. “A coisa é que, eu poderia muito bem compor três coisas nas próximas duas semanas e depois voltar para o estúdio, e, de repente, o próximo álbum estaria iniciado. Isso é uma opção também. Mas provavelmente não para o momento. Eu realmente gostaria de ter um pouco de tempo para aprender coisas”, diz Swift. “Eu tenho muitos objetivos a curto prazo.”

Tais como?

Eu quero ser uma pessoa que pode fazer uma boa bebida.” (Eu posso confirmar a partir da equipe de cocktail do casamento que Taylor Swift aprecia um Old Fashioned e sabe como fazer um.)

Algo mais?

“Ser capaz de salvar alguém que está se afogando”, diz ela. Ela fala completamente sério. “Então, massagem cardíaca, todos os vários tipos de compressões torácicas. Pessoas te dizem pequenas dicas, mas isso é diferente de realmente fazer um curso e obter a certificação.”

Você sabe trocar pneu?

“Não. Eu provavelmente deveria saber isso.” ;”Eu faço coisas como esta”, diz Swift. Uma vez que, “Eu tinha isso na minha cabeça que eu não poderia fazer um split, eu estava realmente chateada com isso. E assim eu alonguei a cada dia por um ano até que eu pude fazer um split. De alguma forma eu me sinto melhor sabendo que eu posso.”

Pergunto-lhe se ela alguma vez considera o lançamento de uma linha de moda.

“Teoricamente, sim”, diz ela. “Mas eu quero que seja algo compreensível e acessível e que se usa todos os dias. Não vejo algo de alta costura. Eu quero que seja reflexo do meu estilo. E um monte de coisas que eu uso não são muito caras.”

Em maio, Swift fará parte da Gala de 2016 do Museu Metropolitano de Arte, para a exposição “Homem x Máquina: Moda na Era da Tecnologia” É um tema fácil para Swift, um dos maiores ícones de estilo das redes sociais, ela entende melhor do que a maioria, da capacidade da tecnologia para moldar as tendências para a sua crescente influência na criatividade e design.

O estilo pessoal de Swift tem, não surpreendentemente, amadurecido ao longo de sua carreira, migrando desde os primeiros dias de vestidos de verão e, como ela descreve, “botas de cowboy” aos anos cinquenta do vintage que dá impressão de há alguns anos a mais elegante, e looks de rua conscientes que ela favorece agora. “Eu posso olhar para uma foto antiga e dizer mais ou menos o ano em que ela foi tirada”, diz Swift. “Passar por diferentes fases é uma das minhas coisas favoritas sobre moda. Eu amo como isso pode marcar a passagem do tempo. É semelhante as minhas músicas dessa maneira – tudo ajuda a identificar onde eu estava em diferentes pontos da minha vida.

“Há uma série de maneiras muito fáceis para dissipar rumores. Se eles dizem que você tem amizades falsas, tudo que você tem a fazer é continuar a estar lá para o outro.”

Seu estilo nunca foi deliberadamente provocativo ou modismo perseguindo, pelo contrário, sempre houve uma espécie de adequação fácil de Swift, uma qualidade que ela divide com sua amiga, a modelo Karlie Kloss e ainda assim, é fácil ver uma curiosidade sobre coisas novas. Recentemente Swift cortou o cabelo acima do ombro, e ela tem sido vista desfilando em um par de Goth, botas acima do tornozelo que parecem roubadas do armário de Siouxsie Sioux. Como de costume, as mudanças são pequenas, reconhecível, um gênio Swift, da música à todo o resto, é a experimentação sem alienação. O estilo de Swift não se esforça muito difícil ou parece publicidade, desejo; todo mundo já está prestando atenção, de qualquer maneira.

Não posso deixar de perguntar: Fazer parte deste casamento, faz Swift pensar em se casar algum dia? Ano passado, ela foi ver o DJ-produtor escocês, Calvin Harris. Harris não está aqui com ela, mas no início de março, ele e Swift publicaram coisas bonitinhas nas redes sociais. Comemoraram o status de seu relacionamento de um ano. Logo depois, ambos postaram fotografias de um idílico paradeiro desconhecido de férias nos trópicos, com TS + AW escrito na areia. (Dado que o nome verdadeiro de Harris é Adam Wiles.)

“Eu só estou absorvendo as coisas quando elas chegam para mim agora”, diz Swift. “Eu estou em uma relação mágica agora. E é claro que eu quero que isso seja nosso, e discreto … esta é a única coisa que tem sido ‘secreta’ sobre minha vida pessoal.”

A amiga de Swift, Lorde, diz que Swift pode se retirar da música por um tempo. “Falamos sobre isso, a fim de fazer um bom trabalho, escrever esses discos profundamente pessoais, estamos constantemente em um lugar de metacognição. Às vezes parece que você é um estudioso escrevendo uma tese sobre o seu próprio cérebro “, diz Lorde. “Então, eu acho que ela vai tentar pegar algumas novas habilidades, talvez fazer cursos em alguma coisa. Tay é um grande fã de tirar um tempo pra ela, cerca de dois meses e, em seguida, ela adquire este olhar, e eu sei que todo o iogurte Dateline e Frozen e Mooching está prestes a explodir.”

Aqui em uma casa de campo, onde a noiva está ajustando seu vestido, Swift e eu ouvimos o coquetel ganhando vapor. Damas de honra passaram por ela. Swift deu grandes apertos de mão.

“Honestamente, eu nunca relaxo, e estou animada sobre ser capaz de relaxar pela primeira vez em dez anos”, diz ela. Swift toma um gole de seu drink antiquado. “Sinto-me relaxada agora.”

Apenas alguns dias antes, Swift estava completamente envolvida com outra situação. Em seu discurso de aceitação no Grammy por Álbum do Ano, ela ofereceu palavras vivas para as mulheres na platéia, mas também fez o que se presumia ser uma resposta a Kanye West, que tinha lançado uma nova canção em que ele se gabou que ele tinha feito Swift famosa e pobremente teorizou que o par um dia iria ter relações sexuais. A história explodiu em torno das redes sociais, como de costume, e me fez querer colocar um balde de metal em minha cabeça e batê-lo contra uma parede.

Toda essa bobagem Kanye vs Taylor, que começou, é claro, há sete anos, quando West invadiu o discurso de aceitação de Swift no MTV Video Music para argumentar que Beyoncé deveria ter ganho – não tinha sido encerrada? O Taylor Nation ficou horrorizado. Austin Swift postou um vídeo no Instagram em que ele casualmente jogava um par de tênis Adidas Yeezy do West no lixo.

Eu digo a Swift que a coisa toda me fez lembrar de uma cena famosa de Al Pacino em “O Poderoso Chefão Parte III”. “Eu pensei que eu estava fora … ” Swift sabe exatamente como termina: ‘Eles me puxaram de volta’

“Acho que o mundo está tão entediado com a saga”, ela continua. “Eu não quero acrescentar nada para ele, porque então é mais alguma coisa dita.”

Eu entendo porque Swift não gostaria de alimentar a disputa, mas não é difícil ver uma conexão entre West querendo créditos e da longa tradição dos homens sendo desdenhosos – ativamente, bem como a inconsciente explicação masculina – do trabalho duro e sucesso das mulheres. Isso é algo que não afeta Swift mais, tendo passado grande parte de seus primeiros anos sendo principalmente reconhecida não pelos seus dotes de compositora (que quase todo mundo concorda agora são raros e especiais), mas por quem ela estava namorando, sua fama destilada em o que chama denominavam Swift de “meu slide incrivelmente sexista dos Homens-de-Taylor Swift.”

“Você sabe, eu fui a uma quantidade normal de encontros em meus 20 anos, e eu fui absolutamente atacada por isso”, diz ela. “E eu trabalhei duro e alterei a minha tomada de decisão. Eu não namorei por dois anos e meio. Deveria ter tido que resolvi fazer isso? Não.””Eu acho que o que eu queria chamar a atenção no meu discurso do Grammy, foi que, vai ser difícil se você é uma mulher que quer alcançar algo em sua vida, não importa o que”, acrescenta ela.

O dia após a premiação, Swift foi fazer compras na Barneys em Beverly Hills – “Eu estava tipo, ‘eu vou comprar alguns sapatos agradáveis hoje’” – e diz que ela foi abordada por um número de mulheres, mães em particular, que agradeceu.

“A resposta foi realmente bonita. Você nunca sabe como as pessoas vão reagir. Então, quando é bom, é muito bom.” Swift chegou a um nível de fama em que o drama não solicitado apenas a encontra. Os slides dos Homens-de-Taylor Swift se acalmaram um pouco, mas ela é atacada pelo “esquadrão” de amigas famosas, que, dependendo do rumor, ou possuem muito glamour ou são muito falsas ou alguma combinação dos dois.

“Ugh,” Swift diz quando eu toco no assunto. “As pessoas dizem coisas que me machucam muito, e então eu meio que aprendi a avaliar: ‘Esta é, como, de baixo e médio nível prejudicial.””Há uma série de maneiras muito fáceis para dissipar rumores”, explica ela. “Se eles dizem que você está grávida, tudo que você tem a fazer é continuar a não estar grávida e não ter um bebê. Se o rumor é que você tem amizades falsas, tudo que você tem a fazer é continuar a estar lá para o outro. E quando continuarmos a ser amigos em quinze anos e reunir os nossos filhos juntos, talvez alguém vá olhar para trás e dizer, ‘Era ridículo o que dizíamos sobre Taylor e seus amigos’.”

É como se Swift se tornou uma estrela, alvo tão atraente, que ela já não é uma mera pessoa, mas um símbolo cultural a partir do qual tudo pode ser exigido. Jack Antonoff descreve o status de Swift como “quase como ser presidente.” E acrescenta: “Ela é a maior, mas um monte de pessoas foram os maiores. Não muitos foram os maiores e melhores, e ela é.”

Tudo isso parece um milhão de anos de distância, aqui, de volta para casa, entre amigos, no casamento de Brittany. Antes de nos separarmos, Swift faz um pedido: Ela precisa praticar seu discurso de dama de honra. E assim, em um corredor do porão no clube de campo, Swift recita seu discurso, que ela tenha memorizado. Eu não tenho que lhe dizer que o discurso dama de honra de Taylor Swift é grande. É claro que é ótimo.

Aqui está uma outra coisa sobre esse casamento: Brittany e Ben tomaram uma decisão brilhante, que, aparentemente, está se tornando uma coisa com do século XXI. Eles pediram educadamente aos seus convidados para não trazerem seus telefones. Assim, desde a cerimônia até as recepções e os brindes, as pessoas realmente prestaram atenção nos noivos – eles focaram, riram, existiram no momento. “Todos os nossos hóspedes estavam presentes,” Brittany me disse mais tarde. “Eu realmente aconselho isso a todos, desligue as distrações e aproveite o momento.”

Quando chegar a hora, Swift agarra o microfone e entrega seu discurso de dama de honra com a calma imperturbável de alguém que faz este tipo de coisa diante de 50.000 pessoas. Ela conta a história sobre ter uma queda por Ben no jardim de infância e diz que ele possuía um corte de cabelo que parecia uma tigela, além de ter uma lancheira de Lego. Ela fala sobre como, quando crianças, Britany tinha a coisa física, e ela era a parte verbal. “Essencialmente, o que você tinha eram esses dois bebês, em que cada uma fazia o que a outra não fazia”, diz Swift. “Uma não sabia andar. Outra não podia falar. E, curiosamente, assumimos essas personas exatas até este dia de hoje, quando estamos bêbados … dê-nos uma hora.” O cômodo ficou enlouquecido.

Algumas músicas depois, Swift deixa todos cheios de lágrimas quando fala sobre o “amor real” que ela vê entre a Britany e Ben. “O amor verdadeiro não mexe com a sua cabeça”, diz ela. “O verdadeiro amor simplesmente é. O amor verdadeiro apenas resiste. O amor verdadeiro permanece. O verdadeiro amor se constrói página por página.”(Eu disse que o discurso era bom.)

Mais tarde, haverá bolo. Mais tarde, haverá dança, aquelas meninas de flores terão uma história que vai explodir totalmente as mentes de seus colegas na escola na segunda-feira. Mais tarde, a banda de casamento vai atrair Swift para o palco, onde ela vai cantar “Shake It Off” para sua amiga de infância na noite de núpcias e um público que, pela primeira vez na história não está balançando 10.000 smartphones em seu rosto. A noite, o fim de semana inteiro é de contos de fadas quente. Você conhece o velho romance de Thomas Wolfe “Você não pode voltar para casa novamente?” Às vezes é realmente verdadeiro. Mas Taylor Swift voltou.

Créditos de toda a tradução para o pessoal do Taylor Swift Tour.

Source: You can find Taylor Swift sightings, Taylor Swifts best songs like Taylor Swift Trouble, Taylor Swift Shake it Off, and other Taylor Swift songs TAYLOR SWIFT WEBSITE Swift Brasil

by
VOGUE: Taylor Swift como você nunca viu antes – Confira a entrevista completa

Posted in Swift Brasil and tagged by with no comments yet.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *